Notícia

JUCEAL

Junta Comercial do Estado de Alagoas
Terça, 09 Fevereiro 2021 14:31

Juceal publica rankings de abertura e extinção empresarial para os 102 municípios alagoanos

Listas trazem todos os municípios com suas respectivas posições e números quanto ao registro empresarial

Texto de Hotton Machado

Com o intuito de expandir o entendimento sobre o registro empresarial e a sua disposição em território alagoano, a Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) divulgou os rankings de abertura e extinção de negócios de acordo com os 102 municípios de Alagoas. Segundo o órgão, os relatórios podem servir como base para estudos específicos voltados para o desenvolvimento empresarial em cada região do estado.

 

Conforme o divulgado pela Juceal na semana passada, em 2020 foram constituídos 29.297 empreendimentos. Mostrando um crescimento na abertura, Maceió passou dos mais de 50% da abertura total no estado, com 14.769 negócios constituídos. Outro destaque foi o município de Penedo, que passou pela primeira vez a casa de mil empresas abertas, ocupando, agora, a terceira posição no ranking – em 2019, Penedo foi a quarta cidade do ranking, atrás de Rio Largo e com 622 novos empreendimentos inscritos.

 

Enquanto, na lista das cidades com maiores aberturas, algumas apresentaram crescimento em relação ao ranking de 2019, como Arapiraca, Rio Largo, Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos e Palmeira dos Índios, outras tiveram um decréscimo em seus números, como é o caso de Campo Alegre, União dos Palmares, Delmiro Gouveia, Pilar, Coruripe, Maragogi, que, mesmo assim, ainda mantêm uma grande densidade empresarial.

 

Entre os municípios com menos constituições, houve um crescimento considerável em São Brás, Jacaré dos Homens, Jundiá, Belém e Belo Monte. Essa última cidade, por exemplo, saiu da última posição em 2019 com cinco empresas para figurar em 2020 com quatorze empreendimentos abertos.

 

Analisando o outro lado da questão, as extinções empresariais - que apresentaram um total de 8.281 em Alagoas -, Maceió e Arapiraca continuam com os maiores números, 3.963 e 755 baixas, respectivamente, o que representa 57% do total. Se os números de aberturas em Penedo subiram, os números de extinções também tiveram crescimento, colocando o município na terceira posição, com 246 fechamentos.

 

Dentre as vinte cidades com mais baixas, apenas São Luís do Quitunde apresentou um aumento em relação a 2019, mesmo que mínimo. Em 2020, foram 50 empresas extintas na cidade, enquanto em 2019 foram 49. Todas as outras tiveram quantitativos menores em comparação, com destaque para Palmeira dos Índios, que contou com 127 fechamentos em 2020, número bem menor do que os 215 anotados em 2019.

 

Em relação às vinte cidades com menores quantitativos, todas elas anotaram alguma extinção empresarial, porém quando somados todos os números, verifica-se uma diminuição considerável dos fechamentos para esses municípios. Em 2020, foram 97, enquanto em 2019 foram 120 baixas.

 

Todos os números podem ser conferidos na tabela produzida pela Junta Comercial.

 

A Juceal é órgão alagoano de registro empresarial, além de ser a entidade responsável pela administração da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) no estado.